29/03/2023

Entenda como é feito o whey protein.

 

 

 

Foto de Mihail Macri na Unsplash

Aprenda sobre o processo de fabricação do whey protein e os diferentes métodos de separação deste nutriente.

A proteína do soro do leite (whey protein), geralmente vendida em pó, começa como um líquido contendo de 4 a 6 gramas de proteína por litro. São necessários cerca de 200L de leite para produzir 1Kg de whey protein em pó. O whey protein tem excelentes propriedades funcionais e alto valor nutricional devido a seus aminoácidos sulfurados, mais lisina e triptofano. A fabricação da proteína do soro do leite segue uma série de etapas que começam nas fazendas de laticínios. 

As vacas são ordenhadas de duas a três vezes ao dia. Os sistemas robóticos são ideais, tornando possível ordenhar quatro vezes por vaca por dia, dependendo da lactação. 

O leite é transportado por caminhões-tanque até a fábrica de whey protein. Atingir os produtores é um desafio logístico composto pela natureza perecível do leite, e requer uma coleta e transporte otimizados. 

Os caminhões-tanque de leite são isolados e o leite cru é mantido frio, o que evita que ele se estrague antes de chegar à planta de processamento. 

 

A importância dos testes de qualidade em laticínios

Bons produtos lácteos exigem matérias primas de excelente qualidade. Um processador de leite realiza testes em diferentes estágios desde quando é recebido até ser oferecido ao consumidor. 

Para garantir produtos seguros e de alta qualidade, o processador realiza análises e controle de qualidade em cada lote ou caminhão tanque antes de decidir se aceita a carga. 


 

Como separar o whey protein do leite 

O whey protein é derivado do processo de fabricação do queijo. Uma vez que o leite passa nos testes de qualidade, são adicionadas enzimas para separar a coalhada do soro do leite líquido. O soro do leite líquido é então pasteurizado e a proteína é concentrada e isolada. Os dois principais métodos para conseguir isto são a tecnologia de filtração por membranas e de troca iônica. 

Filtração por Membranas

A filtração por membranas é um processo de separação a temperatura fria que utiliza membranas porosas. Devido a seus diferentes tamanhos de poros, as membranas são capazes de eliminar bactérias, desengordurar o whey protein, permitir a passagem de carboidratos e minerais e reter a proteína do soro do leite. Os processos de filtração por membranas mais conhecidos são a microfiltração (MF), ultrafiltração (UF) e nanofiltração (NF).

Destes 3 processos destacamos o de UF que pode impedir a passagem de moléculas maiores que 0,001 µm, pois utilizam membranas com poros entre 0,01 - 0,001 µm. Nesta forma de processar é possível reter proteínas e gordura, e permite a passagem de vitaminas, minerais e lactose.

 

 Troca iônica

A troca iônica é um processo que isola seletivamente componentes proteicos específicos. O soro cru é enviado através de uma coluna que coleta as proteínas e as separa com base nas diferenças de sua carga iônica. O restante (lactose e minerais) é lavado e posteriormente processado em um ingrediente diferente.

A troca iônica permite a seleção de todas as proteínas funcionais e nutricionais do soro de leite, incluindo proteínas bioativas, como imunoglobulinas e lactoferrina.  

O whey protein, resultante deste processo, tem menos gordura e lactose do que outras proteínas do soro de leite isoladas através de outros métodos no mercado. Ela também permite uma solubilidade completa com um sabor limpo e neutro.

A proteína do soro do leite nas suas formas: concentrada, isolada ou hidrolisada são as fontes de proteína do soro do leite da mais alta qualidade. O consumidor as encontra como ingredientes em uma grande variedade de produtos alimentícios, bem como em suplementos em pó. 

Junte-se à comunidade Freeps Nutrition no Instagram e receba dicas exclusivas de saúde e bem-estar! Siga-nos agora em @freeps.nutrition e comece a transformar sua vida hoje mesmo!

Leia Também:
 

#wheyprotein #proteinas #saúde #nutrição #fitness #suplementos #laticínios #leite #alimentaçãosaudável #saúdebemestar #qualidade #exercício #alimentação #nutricionismo #bemestar #suplementação