29/08/2023

Os Benefícios do Ômega-3

Foto by Alê Vieira

 

Por Verena Passos, Nutricionista Clínica Funcional.  

Na busca por um estilo de vida mais saudável, frequentemente nos deparamos com termos como "ácidos graxos ômega" e "óleo de peixe". Mas o que são exatamente esses compostos e por que eles estão causando tanto entusiasmo na comunidade de saúde e bem-estar? Hoje, vamos mergulhar no mundo dos ômega-3 e sua potente fonte, o óleo de peixe.


O Papel Essencial dos Ômega 3

Os ácidos graxos ômega, especificamente o ômega-3 e o ômega-6, são essenciais para o nosso bem-estar geral. Ao contrário de outros nutrientes, nosso corpo não produz esses ácidos graxos; portanto, precisamos obtê-los por meio da nossa dieta. Os ácidos graxos ômega-3 são particularmente intrigantes devido à sua capacidade única de atuar como blocos de construção para agentes inflamatórios e anti-inflamatórios em nosso corpo.

Ômega-3: Guardiões Contra a Inflamação

Embora você possa não se sentir inflamado ou inchado de forma evidente, a inflamação é um processo complexo que pode se manifestar em um nível celular. A inflamação não se limita apenas ao inchaço físico; é um conceito mais amplo que, quando não controlado, pode levar a vários problemas de saúde. Os ácidos graxos ômega-3, encontrados em fontes como peixes gordurosos, sementes de linhaça e certas algas, atuam como a defesa natural do corpo contra a inflamação.

Os Múltiplos Benefícios do Ômega-3

A inflamação nem sempre é negativa; é um mecanismo de defesa contra invasores estranhos. Entretanto, é fundamental manter um equilíbrio entre os agentes inflamatórios e anti-inflamatórios. Os ácidos graxos ômega 6, comuns em muitas dietas, contribuem para a inflamação. Em contrapartida, os ômega-3 neutralizam esse efeito, evitando a inflamação excessiva que pode causar dores, distúrbios autoimunes e até mesmo problemas de saúde mental, como ansiedade e transtornos de humor.

Ômega-3 para a saúde do coração e muito mais

Os ômega-3 são conhecidos por suas propriedades saudáveis para o coração. A inflamação nos vasos sanguíneos pode levar ao endurecimento das artérias, aumentando o risco de problemas cardiovasculares. O consumo de fontes ricas em ômega-3, como salmão, cavala e alguns tipos de atum, ajuda a manter a saúde cardiovascular.

Explorando os desafios da dieta e da suplementação

Em um mundo em que os ácidos graxos ômega 6 dominam nossas dietas devido à sua prevalência em óleos vegetais, aves, ovos e gorduras animais, alcançar uma proporção equilibrada de ômega 3 e ômega 6 é um desafio. Para aqueles que não podem consumir uma grande quantidade de peixes gordurosos, a suplementação se torna uma ferramenta valiosa. Uma diretriz geral sugere uma combinação de 1000 miligramas de EPA e DHA, mas os estudos que comprovam os benefícios anti-inflamatórios geralmente exigem doses de 2 a 3 gramas, sob supervisão médica.

Escolhendo Suplementos de Qualidade

Ao selecionar suplementos de óleo de peixe, a qualidade é importante. Opte por marcas que tenham como fonte peixes com baixo teor de mercúrio e priorize o frescor para minimizar o odor característico de peixe. Tenha cuidado com os rótulos enganosos que divulgam altas contagens de miligramas, mas fornecem concentrações inadequadas de EPA e DHA. As versões líquidas podem ser mais saborosas e versáteis, principalmente quando integradas aos alimentos. Para evitar a oxidação e o gosto de peixe, refrigere os suplementos líquidos.

Alternativas para vegetarianos

Os vegetarianos não precisam deixar de aproveitar os benefícios do ômega-3. As fontes de algas são uma alternativa, e a linhaça contém ALA, um precursor do EPA e do DHA. No entanto, é importante observar que a taxa de conversão de ALA em EPA e DHA é relativamente baixa, necessitando de quantidades maiores para obter benefícios equivalentes.

Decifrando a Nomenclatura do Ômega-3

Você já se perguntou por que os ácidos graxos ômega-3 recebem esse nome? Essa convenção de nomenclatura decorre da estrutura molecular desses compostos. Os ômega-3 apresentam uma ligação dupla a três átomos de carbono da extremidade posterior da molécula. Essa disposição estrutural é importante para sua atividade biológica.

A incorporação de ácidos graxos ômega-3 à sua dieta, seja por meio de alimentos naturais ou suplementos, pode contribuir para uma resposta inflamatória mais saudável e equilibrada do organismo. Ao adotar o poder do óleo de peixe e seus maravilhosos ômega-3, você está dando um passo proativo para reduzir a inflamação e promover o bem-estar geral.

Lembre-se de que a moderação e o equilíbrio são fundamentais. Consulte um profissional de saúde antes de fazer qualquer mudança significativa na dieta ou de tomar suplementos com doses mais altas de ômega-3. Mantenha-se informado, priorize sua saúde e considere a possibilidade de assinar nossa newsletter para obter mais atualizações sobre nutrição, bem-estar e cuidado pessoal.

 

Verena Passos
Nutricionista Clínica Funcional
E-mail: verenapassos@gmail.com
Instagram: @verenapassos_nutri